Pandemia, inflação, desemprego, fofoca, guerra, zumbi, meteoro, racismo, desastres ambientais, eleições 2022…Como não pensar demais não é mesmo? Não te julgo se tudo isso faz você pensar mais do que deveria. 😕 😫 😤

Um belo dia, quando eu era um moleque láaa nos anos 90, eu vi um anuncio daqueles que colocam no vidro do fundo do ônibus que dizia: “Ansiedade, depressão e síndrome do pânico: os desafios do século.

E isso era o século 20…já estamos no século 21 e aparentemente a tal análise estava correta, seja lá quem foi que projetou aquela “propaganda” ou fez a tal análise.

Controlar o nossos pensamentos em meio a essa enxurrada de informação que recebemos diariamente via internet, TV, radio ou “Tiozão do Zapzap” é definitivamente tarefa pra X-Men.

“A palavra preocupação, do latim “preoccupatio-onis” significa ideia fixa, se ocupar antecipadamente com algo ou alguma coisa, um sentimento de obsessão com o que o futuro pode nos trazer.”

Estudos afirmam que pensar demais pode drasticamente limitar nossa criatividade, capacidade de produzir e causar problemas do sono. Mas não se desespere: isso não é causa perdida (calça perdida).

Abaixo três dicas para que você possa focar no que importa em sua vida e reorganizar seus pensamentos:

1.Crie o hábito diário de anotar os seus pensamentos

Quando o cérebro acredita que estamos em perigo, um sistema de “alarme interno” dispara para nos proteger e uma das estratégias que podem ajudar é anotar o que você está sentindo no momento e esperar um dia (ou horas se for caso urgente) antes de tomar qualquer decisão.

Guarde o que escreveu naquele momento e siga os afazeres daquele dia.

Exemplo:

Você recebeu um email que tanto esperava sobre uma entrevista de emprego, e infelizmente “não foi dessa vez, você é super legal, seu curriculo é sensacional, mas você não fala 5 idiomas nem tem 30 anos de experiência, etc…mas…”. Você obviamente está chateado e você fica em estado de alerta pois naturalmente o que está acontecendo é ruim.

Se você responder ao e-mail enquanto seu cérebro estiver no “modo de alerta”, poderá dizer coisas das quais se arrependerá mais tarde, o que pode alimentar o ciclo vicioso de excesso de pensamentos.

Escrever pensamentos negativos pode ajudar a lidar com os mesmos e dar tempo de se acalmar.

2. Ressignificação positiva


Isso é muitas vezes confundido com “positividade tóxica”, que exige das pessoas pensamento positivo não importa o que aconteca. A ressignificação positiva, por outro lado, permite que você reconheça os aspectos negativos e avaliar outras maneiras de pensar a situação.

Exemplo:

Você se pega constantemente reclamando: “Odeio o meu emprego. Além de todos esses prazos e responsabilidades, é difícil lidar com certas pessoas. Tô cansado: meu trabalho é uma merda.”

Reclamar pode parecer a saída, não é mesmo? mas não resolve nada. E você provavelmente continuará a esbravejar sobre o quanto odeia seu trabalho.

Entretanto, para praticar a ressignificação positiva, substitua o pensamento acima por: “As coisas estão complicadas agora e estou me sentindo desconectado no momento. Se pergunte: posso mudar alguma coisa dessa situação? ou as minhas expectativas sobre isso? ”

Esse padrão de pensamento lhe dará mais controle da situação. Você pode começar aos poucos, examinando quais tarefas merecem prioridade e adiar o resto até se sentir menos estressado.

A intenção é: dar um passo de cada vez.

3. Pratique “gratidão”

Soa meio “hiponga” né? brega! porém, expressar gratidão pode aumentar nossa felicidade intrínseca, pode nos ajudar a sermos mais “pé no chão” e nos conectar com algo além de nós mesmos – seja arte, esportes, outras pessoas, animais, natureza, etc.

Por exemplo:

Ao invés de dizer que “sou grato pela minha saúde”, digo: “sou grato por hoje ter acordado sem nenhuma dor e ter a capacidade de ir a pé até a padaria”. Ou: sou grato em poder tomar um banho quente, em ter um lugar pra morar, em poder ter refeições diárias.

Isso pode ajudar a manter o foco no aqui e agora em vez de pensar demais em abstrações gerais. Veja bem, reconhecer as coisas boas que temos não significa que não devemos buscar uma situação melhor em nossas vidas, se quisermos buscar e se quisermos mudar. A ideia aqui é apenas reconhecer que temos coisas positivas em nossas vidas, mesmo quando tudo parece perdido.

E você? Tem alguma dica ou estratégia para reorganizar os pensamentos?

Deixe nos comentarios. 👇👇👇

by Isla

Gostou do nosso trabalho? Clique aqui e contribua antes que seja tarde!

Publicidade